19.2.05







Notícias do Tamanduá Bosco

Olha ele de novo, que engraçadinho!

Não se preocupem com a vassoura, é lógico que ninguém quer fazer mal a ele.

É que, quando acha que vai ser atacado, ele fica de pé, pronto para revidar... e a Angela acha que essa talvez seja a forma mais simples de descobrir o sexo do bichinho.

Ela escreve:
"Vc vai ser a madrinha do nosso tamanduá-mirim (olhei na internet, essa é a raça dele... igualzinho).

Ainda não descobri o sexo do anjo.

Ele tem umas unhas bem afiadinhas. Apesar de ser dócil, quando se sente amedrontado fica de pé, nas patinhas, para atacar, ou seja, dar o famoso abraço de tamanduá. Só que o bichinho é muito miudinho, o abraço não deve ser apertado, mas as unhas... sei não... Um exame ginecológico pode me custar bons arranhões!

Não sei como ele entra e sai daqui de casa.

Só aparece de noite, por volta das 22h30; circula livremente, na dele, a gente só de longe... Depois desce lá para o jardim, e some no mato.

O João está apaixonado pelo bichinho, parece uma criança com algodão doce.

Agora estou entendendo seu amor pela capivara!"
É lógico que aceitei, no ato, o honroso posto de madrinha do mimoso bichinho. Como já estou bem melhor da gripe, talvez dê um pulo lá amanhã ou depois, para um plantão básico de tamanduá.

Mas não é só o João não; eu também já estou apaixonada, e olha que, até agora, só vi o animalzinho em fotos.

QUE FOFO!!!