5.7.11

Lucas e Flor


Posted by Picasa

19 comentários:

Val disse...

Que pança mais gostosa!
Esse friozinho dá uma fooomee!!!!
^.^

Fernanda Meira disse...

Lucas e sua pelanca gostosíssima!

Flor: esse pote num tá meio grande pra você, não?

Heliana disse...

Velhinho Lucas querido!
Florzinha vai ficar com o pote preso no nariz!

Cristina disse...

E como vai a patinha da Flor?

claudiorubio disse...

lindos!

eu não vejo a hora de a Pipoca aceitar de vez a Paçoca.

por enquanto, as duas se encontram e a Pipoca parte pro bullying: é tapão na cara e intimidação na hora.

a Paçoca, que não é boba, abaixa e assume sua condição de naniquinha.

a Pipoca eu adotei em 12 de junho do ano passado, estava abandonada no depósito de uma petshop. tem mais ou menos um ano e meio.

Paçoca eu encontrei em 23 de junho deste ano, morrendo de fome na rua, pele e osso. pela avaliação da veterinária, deve ter pouco mais de um ano, mas pelo tamanho, não tem mais do que 6 meses.

a Pipoca, depois de castrada, passou de 1,5 kg para 6 kg e a alimentamos com 60 g de ração para gatos obesos por dia, como não resolveu, entramos com um remédio, emagripet, pra ver se ajuda. alguém conhece? funciona?

a Paçoca, por sua vez, temos de alimentar bastante, e come à vontade, para ver se desenvolve, mas pesa em torno de 1 kg.

ou seja:

em peso, 1 Pipoca = 6 Paçocas;

em tamanho, 1 Pipoca = 3 Paçocas.

a adaptação está difícil, principalmente por conta da alimentação. a Pipoca fica à espreita sempre que vamos alimentar a Paçoca, e, depois, como não encontra a mesma ração, parte pra pancada.

estou tentando fazê-las brincar juntas - a única brincadeira que parece atrair as duas ao mesmo tempo é a corda, sacodida pra lá e pra cá.

essas crianças são difíceis!

claro, pra ajudar, a Mel, que é uma cadela com seus vinte e poucos quilos também anda pensando que é gato...

sorte que a Princesa não entrou nesse rolo.

beijos!

Cássia disse...

Felinos panteras!
:razz:

Marise disse...

Adorei a pança do Lucas! A Florzinha parece já estar bem da patinha!

Marise disse...

Cláudio,
Adorei seu comentário. Você tem duas coisas que adoro em casa: Paçoca e Pipoca e ainda por cima em forma de gatas! Sa[ude para as duas!
Minha Agatha, cadela de 12.5 kg convive super bem com os quatro gatos, embora algumas vezes pegue pesado nas brincadeiras!

Fernanda Lacombe disse...

Ameeeeeeeeeeeeiiii a pança pendurada do Lucas!!! Eu ia morder muito!!!

Lilly disse...

Também gostei muito do que escreveu, Cláudio Rúbio. Achei muito engraçado. Tive uma sialata que não gostava muito da tricolor (muito leve, somente com uma pequena mancha amarela), a Pequena. Porém, eu mesma as separava por causa das cirurgias da sialata, para que não ocorresse nenhum problema, caso brigassem.

A sialata (Psiu - que preciso de muito espaço para explicar a razão do nome) tinha, entre outras, uma caminha que a Pequena disputava, porém aceitava as "ordens" da mais velha. Quando a Psiu nos deixou, a Pequena não procurou mais a tal caminha. Me disseram que os animais respeitam os lugares alheios e que, depois de um ano, ela "tomaria posse" da cama. Não deu outra: pouco depois de um ano, ela voltou à caminha sem (infelizmente) ser perturbada.

Pelo que sabemos, animal é muito mais "inteligente" do que nós, você não acha?

P.S. - Cora, e notícias e foto da Pipoca do condomínio? Estou com saudade dela.

Ana Clara disse...

Claudio
Também adorei seu comentário.
Não se espante se elas nunca forem amigas, estou cada dia mais certa que gato é que nem gente,pelo menos eu,se não vou com a cara de determinada pessoa, ignoro.
A Cati(13 anos) nunca se deu bem com a Branquinha (8), e isto já dura 7 anos, em compensação quando o Titiko(2)chegou ensinou a Branquinha à brincar e são amigos.

Cora
Gostei de ver a Flor, parece que está se recuperando numa boa.

moni kr disse...

Esse Lucas e´um gato!Ele e´muuuuito charmoso ,ate´com panca.

Repositório disse...

Eita coisicas mais lindas!

Jussara disse...

Apesar da pança, o Lucas está parecendo mais magro. Está rolando uma dieta? :-)
Parece que a Flor está bem. Que bom!

Cora disse...

Está rolando uma coisa chamada "Fugir das crianças", Ju! Acho que é isso...

Claudinho, elas são como a gente. Às vezes se amam, às vezes se toleram, às vezes nem isso. A Tati detestava todos os gatos que não fossem o Cotton, coitadinho, que para azar de todos nós morreu antes dela, envenenado. Ela se isolou dos demais e seguiu sua vidinha.

Beijos para todos!

Catarina *Kahlo* disse...

Os dois são lindos demais!

Beijo grande pra você, Cora.

Manda um beijão pro Millôr e diga a ele que estamos de patinhas cruzadas aqui em casa pra que ele volte logo pra casa.

Layla disse...

Ah! Então as "crianças" estão obrigando o Lucas a se exercitar! Isto é bom para a saúde dele.
A Flor está parecendo bem. A patinha dela ficou boa, Cora?
Claudio, também adorei seu comentário.
Estou com uma gata tricolor linda hospedada no apto. que tenho em cima da minha casa. Deram a ela o nome LOLA e resolvi mudar para Lolita, para ver se a mudança de nome a acalma... Ela tem 8 meses e já está castrada. Eu a achei abandonada em dezembro e a trouxe para casa. A gata siamesa da minha auxiliar estava hospedada no apto porque a Eliane mudou para uma casa minúscula e ela achou que a gata e seus filhotes (eram 5) não caberiam no cubículo em que ela estava. Conseguimos lares para cada um dos filhotes e a gata mãe se apegou a esta gatinha que tinha o mesmo tamanho de seus filhos e resolvemos deixá-las junto. A gata mãe também está castrada. Meu filho veio passar 13 dias aqui e tivemos que levar as gatas para a casa minúscula da Eliane. Não sei o que aconteceu neste domingo, mas as gatas se assustaram com alguma coisa invisível... a gata mãe (Riana) ficou arrepiada e fez fzzzzzz... e a Lola (agora Lolita) conseguiu furar a chapa de ferro da porta e fugiu... a Eliane conseguiu pegá-la no telhado. Na segunda-feira ela fugiu de novo na hora que alguém abriu a porta para entrar e passou aquela noite fria de chuvinha fina, no mato. Na terça-feira a Eliane conseguiu encontrá-la e eu fui buscá-la e a trouxe de volta para cá. A Eliane ficou com medo que alguém a envenenasse ou que fizessem alguma maldade com ela, pois ela está apavorada e não queria mais ficar dentro da casa da Eliane. A Riana está calminha lá e não sai de jeito nenhum. Agora a Lolita está começando a se acalmar e hoje até já ronronou para mim. A veterinária passou um floral que já encomendei e vai ficar pronto amanhã, para eu colocar na água dela. A Eliane está procurando outro lugar para morar.
Já a aconselharam a fazer uma "limpeza" com algumas plantas. Ela vai fazer isto. Eu confesso que não me senti bem na casa dela, mas não consigo explicar exatamente o que é. Vamos deixá-la aqui até que a Eliane encontre outro para morar. Esperamos não ter que procurar outro lar para esta linda tricolor.
Vou tirar umas fotos dela para colocar no meu flickr.
Xiiiii... desculpem, acho que o comentário ficou muito grande... mas eu precisava contar o que está acontecendo por aqui.

Layla disse...

Quando reli o que escrevi, vi que não estava muito claro: a Lolita está no apto que teho em cima da minha casa para hospedar meus filhos quando vem para cá. Quando eles moraram no Rio, depois de adultos, eles moraram lá, um de cada vez.

Renata VN disse...

Concordei com a Ju quando li o que pensou do Lucas, e vejo por seu comentário que tem motivo pros baconzinhos estarem pendentes,rs

Já da Lolita, sempre que vejo um dos meus tentando essas proezas de "colocar São Paulo dentro de Campinas", falo a eles da história do macaquinho Simão enfiando a mão no pote...Que bom que ela está sarando legal da patinha, Cora !...